Coluna Mensal Jornal Melhor da Serra

 

Coluna Mensal Jornal Melhor  da Serra
dia 06 de novembro de 2010
AMOROSIDADE:
VIDA E EDUCAÇÃO NO NOVO MILÊNIO
Prof. João Beauclair
Terapia da linguagem: nossas palavras, nossas emoções.

“Presta atenção em teus pensamentos, Pois eles se tornarão palavras. Presta atenção em tuas palavras, Pois elas se tornarão atos. Presta atenção em teus atos, Pois eles se tornarão hábitos. Presta atenção em teus hábitos, Pois eles se tornarão teu caráter. Presta atenção em teu caráter, pois ele é teu destino.” Talmud.


É sempre importante estarmos atentos às nossas falas, posturas e posicionamentos. Nada é mais importante, para o humano que habita em nós, do que a palavra, o acalanto, a poesia do olhar para outro e para si mesmo com cuidado.


Nossas palavras são como partículas que vibram no mundo inteiro, pois somos dotados da capacidade de fazer articulações e, com isso, comunicar como ato de tornar comum o que vivenciamos. Falar é como escrever e, escrever, é como falar em outro nível de percepção: com isso, nossa vida ganha magnitude, vibração, força e energia para adiante seguirmos.


Cuidar da palavra, da linguagem, é cuidar das nossas emoções. Independente dos nossos credos, crenças e modos de vida, é a palavra que nos insere no mundo e um bebê é o maior exemplo disso, quando emerge de seu silenciar para interagir com o outro, com sua mãe por exemplo. No entanto, dela, a palavra, pouco cuidamos e nos sentimos incapazes, em muitos momentos, de dar destaque a sua presença em nossas vidas.


Num casual encontro, algo surge quando nos comunicamos: um convite, uma notícia, uma alegria. Nada é mais importante, em nosso mundo hoje, do que cuidar de nossas palavras. Tenho exercido em mim mesmo a prática cotidiana de sempre repensar meus gestos, minha fala, ganhando com isso consciência de onde posso evoluir. É uma tarefa simples de ser executada: silenciar um pouco e ouvir a voz do coração. Evitar mágoas, ressentimentos, dúvidas e ter absoluta fé de que, em nossas cotidianas atividades, estamos imersos no construir possibilidades de mais e melhor vida.


No encontro com os outros, ser capaz de posicionamentos solidários, ou seja, tentar se colocar no lugar deste outro e percebê-lo como legitimo outro. Nada é maior para cada um de nós, como missão por sermos seres viventes, do que cuidar disso: ser um humano melhor, a cada instante, cada dia, cada momento de acolhimento que podemos ter na efêmera passagem nossa por este mundo, repleto de belezas e maravilhas, mas também inundando de movimentos outros necessários à evolução de todos.


Ocupar-se da Terapia da Linguagem é saber-se ser sujeito da palavra, sabendo que com ela podemos ferir ou curar, aproximar ou afastar, acolher ou excluir, gerar sonhos ou construir pesadelos. Cuidar-se de modo terapêutico com a linguagem é parar para pensar antes de se expressar, é tornar-se vigilante com este nossa capacidade de operar conceitos, vislumbrar possibilidades, ampliar desejos.


Somos sujeitos de desejos
num mundo repleto de estímulos e, com a palavra, podemos fazer escolhas melhores para que nosso cotidiano nos seja mais leve, mais fácil de lidar com seus tantos reveses, questões, desafios.


Se dela, a palavra, cuidarmos com mais amorosidade, não impediremos que os sonhos sejam sementes do amanhã, que desejos nos levem adiante, que amarguras sejam adocicadas com o carinho da Vida, bela em essência e nutridora de novas realidades, ainda em gestação.
 Talvez, desafiados por tantos dilemas, poderemos nos ver em outras esferas de percepção e encontrarmos um tempo kairós para sentipensar a existência com mais propriedade, determinação e coragem. Se o tempo é uma construção humana, deixemos de lado, sempre que possível, o tempo kronos, que nos afasta da poesia, do viver em plenitude.

Façamos melhores escolhas no nosso linguajar para nos aproximarmos uns dos outros. Terapia da Linguagem é uma proposição de existência, um caminho a ser construído, sintonizado com a Amorosidade, qualidade do amoroso em cada um de nós.


Falar de amor em tempos de tantas injustiças, corrupções, incredulidades, é seguir acreditando no outro lado da moeda: há o bem, a beleza, a estética da vida pulsando em cada um de nossos corações. Há a plenitude com luz em nossas mentes, almas, espíritos, não importando a nomenclatura aqui, para tratar de nossas dimensões relacionais e interpessoais.


A partir desta constatação, o que nos cabe, a cada novo dia fazer? Olhar para as janelas de nossa vida e visualizar o sol brilhando, mesmo em dias nublados e chuvosos. Olhar para as janelas dos nossos corações e abrir as portas para que novos vôos sejam possíveis de se fazer, rumo aos encontros com os outros, única possibilidade de encontrarmos conosco mesmo.


Serão nossas palavras que darão forma e consistência aos nossos pensamentos e, estes, os pensamentos, nos guiam em nossas diuturnas ações: melhores palavras, melhores pensamentos e, melhores pensamentos, melhores ações. Pense nisso cada vez que for se dirigir a alguém.


Cuide para tratar bem aos outros, pois somente assim, poderemos ser bem tratados. Um sorriso, as palavrinhas mágicas aprendidas no jardim de infância, o olhar com atenção e uma escuta mais sensível podem nos apoiar na construção de outro mundo possível, real e verdadeiro: o mundo da Compaixão, da Amorosidade, do Bem Viver, da Sabedoria.


Para mais sentipensar: “Se tens voz doce e a mão suave, com um fio de seda conduzirás um elefante“.


Um abraço repleto de Luz, Saúde e Paz para todas e todos.

Até a próxima edição.
 
 

Prof. João Beauclair é escritor e possui o DEA Diploma de Estudos Avançados em Intervenção Psicossocioeducativa (2008-2010) pela Universidade de Vigo, Ourense, Galícia, Espanha, onde desenvolve pesquisas sobre Pedagogia da Amorosidade para o Doutoramento Europeu em Intervenção Psicossocioeducativa. Palestrante e Conferencista Internacional sobre temas motivacionais, organizacionais, educacionais e psicopedagógicos. Consultor organizacional, Coach em Mediação da Aprendizagem, Pesquisador do NEPPED Núcleo de Estudos e Pesquisas em Psicopedagogia Diferencial (UFAM Universidade Federal do Amazonas). Docente de Cursos de Pós-Graduação em diferentes regiões brasileiras, Assessor Educacional. Autor de diversos artigos e livros, entre eles: “Dinâmica de Grupos: MOP Metodologia de Oficinas Psicossocioeducativas”, “Ensinar é Acreditar”, ambos pela WAK Editora, Rio de Janeiro e “Me vejo no que vejo: o olhar na práxis educativa psicopedagógica”, pela Exclusiva Publicações, São Paulo.

 
O amor nos permite sentir as estrelas na respiração do Universo“.
BEAUCLAIR, João. Pedagogia da Amorosidade. (no prelo).
Homepage: http://www.profjoaobeauclair.net    
E-mail: joaobeauclair@yahoo.com.br  
Blogs:
http://joaobeauclair.blogspot.com/
https://profjoaobeauclair.wordpress.com/

Sobre profjoaobeauclair

Palestrante e Conferencista Internacional. DEA (200-8-2010) Doutorando em Intervenção Psicossocioeducativa pela Universidade de Vigo, Ourense, Galícia, Espanha. Escritor, Arte-educador, Psicopedagogo, Mestre em Educação.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s